História curta: a diferença entre renda ativa e passiva

Tempo de leitura: 11 min

Escrito por Dayl Diziane
em 18 de março de 2020

Renda passiva e renda ativa são conceitos que demorei a assimilar porque, assim como você, cresci vendo meu pai sair de casa todos os dias para o trabalho e por isto, durante um bom tempo, eu tinha em mente que a renda de qualquer um se resumia apenas ao salário.

O que é renda passiva e renda ativa
O que é renda passiva e renda ativa?

É fato que para a maioria das famílias o emprego é a principal fonte de sustento, no entanto, para algumas famílias esta renda não cobre as nem ao menos as despesas mínimas necessárias à saúde, segurança, transporte e educação.

Então, devido a isto, é iminente a necessidade de complementar os proventos da família com uma renda extra.

Hoje em dia é muito comum algumas fontes de renda extra como:

  • Um segundo emprego.
  • O “bico” de final de semana
  • Venda porta a porta.
  • Aulas particulares e reforço.
  • Negócios online (dropshipping, afiliado, etc.)

Eu dava muitas aulas de reforço durante minha época de faculdade, afinal, tinha algumas necessidades que deveriam ser atendidas como lazer, ajuda em casa, aquisição de livros e etc., porém, hoje, tenho uma boa renda com meus negócios on-line.

E você, caro leitor, tem ou já teve necessidade de desenvolver alguma fonte de renda extra para atender a alguma demanda?

Neste artigo iremos discutir o que seja renda e a importância desta para que consigamos atingir a liberdade financeira, portanto, nossa discussão será distribuída nos seguintes tópicos:

  • O que é renda? 
  • Renda ativa: o início da jornada em direção à liberdade financeira.
  • Renda passiva: a chave para a liberdade financeira. 
  • Fontes geradoras de renda passiva.
  • Algumas pedras no caminho de quem procura a liberdade financeira. 
  • Renda passiva e renda ativa: vantagens e desvantagens. 
  • Considerações finais 

Fique a vontade para tecer seus comentários concordando ou discordando das minhas opiniões pois, aqui é um espaço livre.

O que é renda?

Podemos definir renda e fonte de renda da seguinte maneira:

  • Renda: é o total das importâncias recebidas periodicamente, por pessoa física ou jurídica, como remuneração de um trabalho, prestação de serviço ou investimento.
  • Fonte de renda: é a atividade ou investimento que gera a renda.

A renda pode ser classificada como fixa, variável e vitalícia e qual a característica de cada uma?

  • Renda fixa: não sofre alterações nos diversos períodos e é paga em intervalos pré-definidos (CDB, CDI, etc.).
  • Renda variável: pode sofrer alterações dependendo das circunstâncias (bolsa de valores, etc.).
  • Renda vitalícia: rendimento mensal para o resto da vida, para benefício próprio ou para terceiros. (PGBL, VGBL, etc.).

E ainda, de acordo com o nosso esforço para gerar a renda, esta pode ser subdividida em:

  • Renda ativa – conhecida também como renda linear
  • Renda passiva – também chamada de renda residual

Se estamos na caminhada rumo à independência financeira, então é de fundamental importância que adquiramos um bom entendimento do que seja renda passiva e renda ativa.

Vamos discutir esses conceitos nos tópicos a seguir:

O que é renda ativa?

Renda ativa é a renda recebida em troca do tempo que vendemos para a execução de algum trabalho portanto, percebe-se que o rendimento depende diretamente do quanto trabalhamos.

Para um melhor entendimento do conceito vamos citar alguns exemplos de renda ativa:

  • Salários,
  • Comissões,
  • Honorários,
  • Adicionais,
  • Direitos trabalhistas

Os trabalhadores autônomos, embora tenham mais liberdade para determinar o tempo e o horário para suas atividades, estão vendendo a capacidade de produzirem, o que também é assim, uma maneira de obter renda ativa.

Também os empresários que participam ativamente no dia a dia de sua empresa estão gerando renda ativa em troca de sua capacidade de gerenciar a empresa.

Enfim, podemos perceber que, ao longo da vida, usualmente a maior parte dos recursos gerados por uma pessoa podem ser enquadrados na categoria de renda ativa.

No entanto, depender exclusivamente da renda ativa para o sustento pode ser perigoso por uma série de motivos, os principais são:

  • Falta de regularidade: não poder comparecer ao local de trabalho, por qualquer motivo, pode acarretar uma perda parcial da renda.
  • Empregos não são vitalícios: quando não se tem mais o emprego a renda é cortada.

Portanto, é bastante cristalino que a renda gerada pelo emprego não garante liberdade financeira, mas devido a algumas características que veremos à frente, é muito importante cultivá-la, pois, ela é o início de tudo.

Mas antes, para ficar bem entendida a relação entre emprego e liberdade financeira, recomendo fortemente que você faça a leitura do artigo “Como ficar rico sendo assalariado”.

O que é renda passiva?

É indiscutível que criar fontes de renda passiva deve ser um dos grandes objetivos de todos nós que somos trabalhadores com carteira assinada, autônomos, empreendedores e também dos investidores.

Mas afinal, o que é renda passiva e por que ela é tão importante?

Renda passiva é também conhecida como renda residual, ou seja, é o dinheiro que você recebe mesmo sem investir grande parte ou a totalidade do seu tempo.

E, em função do conceito de renda passiva, existem algumas expressões que são repetidas incansavelmente por educadores financeiros, então, vamos à algumas delas.

Ganhar dinheiro enquanto dorme – Não criemos a ilusão de que basta fazermos algum investimento e cruzarmos os braços porque na verdade há muito trabalho para se construir um sólido patrimônio capaz de gerar renda que nos sustente durante um bom tempo.

É preciso que dispensemos um considerável esforço no início para que assim o investimento gere uma boa renda passiva no futuro.

Deixe o dinheiro trabalhar para você – Isto é ótimo, mas antes de tudo temos que obtê-lo e isto é muito óbvio, porém, nada fácil.

Portanto, temos que manter o dinheiro “na linha” ou correremos o risco de acordarmos sem nada ou o dinheiro começar a ficar com preguiça e passa a trabalhar pouco.

Obter dinheiro para investir não significa somente trabalhar, mas também ganhar mais do que se gasta e isto demanda mudanças de hábitos e portanto, está aí mais uma prova de que o caminho da independência financeira não é fácil, acredite.

Gastar menos do que se ganha

Quem não tem ao menos um péssimo hábito de consumo ou pior ainda, quem nunca deixou parte do dinheiro que poderia ser investido escoar sorrateiramente pelo ralo?

Não são raras as vezes que nos deparamos com a necessidade de alguma mudança de hábito para que nos fins dos meses sobre dinheiro para pagar dívidas ou quiçá poupar.

No entanto, essas mudanças podem implicar na abdicação de alguns prazeres no presente, rever o orçamento doméstico e cortar supérfluos.

Enfim, para sobrar algum dim dim no final do mês sempre somos obrigados a cortar, cortar e cortar.

Mas que tal pensar que isto é um sacrifício momentâneo para que no futuro possamos falar em aumentar, aumentar e aumentar.

É simplesmente ótimo aumentar a renda com o investimento feito em educação, com a eliminação ou reduções  de dívidas ou ainda com a valorização de algum patrimônio.

Então, o segredo para aumentar a renda é manter o hábito de gastar menos do que se ganha.

Porém, eu prefiro dizer que o segredo é ganhar mais do que se gasta porque isto nos força a pensar em criar fontes que possam gerar renda passiva e não somente cortar, cortar e cortar.

Fontes geradoras de renda passiva

Inicialmente, para se criar fontes geradoras de renda passiva são necessárias aplicações de dinheiro e assim, dependendo do tamanho dos aportes, estas fontes podem ser classificadas em:

  • Fontes dependentes de capital inicial: para se desenvolverem dependem inicialmente de um capital expressivo. Exemplos destas fontes são imóveis, investimentos tradicionais, franquia, etc..
  • Fontes independentes de capital inicial: para se desenvolverem é necessário um capital pequeno. Exemplo destas fontes são negócios online, direitos autorais, etc..

Enfim, as fontes geradoras de renda passiva devem estar em sintonia com nosso estilo de vida e nosso perfil de investidor.

A seguir, darei uma lista de algumas fontes de renda passivas comumente utilizadas e assim, quem sabe algumas possam te inspirar?

1 – Investimento financeiro

Com as diferentes aplicações disponíveis, podemos dedicar apenas algumas horas por semana ou por mês e assim obtermos rendimentos interessantes.

Alguns investimentos comuns são:

  • Tesouro direto
  • Fundos imobiliários
  • Mercado de ações

2 – Imóveis

O aluguel é uma opção corriqueira para nós que buscamos a criação de renda passiva e portanto, pense quais propriedades você não usa e que pode fazer renda de aluguel:

  • A casa na praia
  • Um segundo imóvel desocupado
  • O quarto dos fundos da sua casa que está desocupado,
  • A garagem que se transforma num bom ponto de comércio.

3 – Negócio próprio

Ao empreender, investiremos um grande esforço (tempo e dinheiro) na criação e desenvolvimento da empresa e depois então, poderemos deixar o negócio a cargo de um gerente e tornar os lucros uma renda passiva.

  • Abrir um comércio como salão de beleza, loja de roupas e supermercado.
  • Adquirir uma franquia e contratar um gerente e receber os lucros.

4 – Aplicativos

O mercado de aplicativos para celulares tem crescido exponencialmente e assim, caso tenha afinidade para criação de aplicativos, você pode criar e vendê-los nas plataformas do IPhone e Android.

5 – Fontes de direitos autorais

O direito autoral é uma forma clássica de renda passiva, uma vez que continua a gerar dividendos ao criador da obra (livro, música, etc..) mesmo que esse não esteja empregando mais esforços para criação.

Afinal, você tem alguma ideia de fontes inusitadas de rendas passiva? Pois eu fiquei curioso.

Ficar rico é uma questão de escolha

Eu já ouvi dizer que ficar rico é uma questão de escolha, mas é bom complementar que o caminho é extremamente árido, principalmente para nós, que vivemos de holerite em holerite. Sendo assim é necessária uma força de vontade hercúlea e inabalável para se conquistar a liberdade financeira.

O cenário no qual a renda passiva seja igual ao salário não te dá a opção de mandar o chefe, com todo o respeito, para o quinto dos infernos assim, a opção de jogar tudo para o alto e ir tranquilamente embora para casa sem se preocupar com a perda da renda ativa não é regalia para qualquer um.

Confesso que em toda a minha vida só presenciei a cena acima uma única vez e fiquei com uma pontinha de inveja mas, quem sabe um dia terei cacife suficiente para fazer o mesmo?

Mas afinal, quando saberemos que atingimos a liberdade financeira? Saberemos disto quando a renda gerada pelos ativos for capaz de proporcionar:

  • A manutenção da qualidade de vida almejada à vários anos.
  • Sobra de um montante que será reinvestido, ou seja, oportunidade de aportes periódicos.

Crie a sua bola de neve

Sempre deverão ocorrer aportes em seus investimentos pois, temos que nos beneficiar dos juros compostos para que o patrimônio gerador de renda passiva não se definhe.

Sabemos que alcançar a independência financeira apenas com renda ativa é impossível pois ninguém é capaz de trabalhar para sempre, seja devido à idade ou incapacidade.

Portanto, iniciar cedo os investimentos mirando a renda passiva para uma aposentadoria antecipada é o melhor dos mundos.

Porém, muitos que querem trilhar o caminho da prosperidade econômica não estão ainda preparados por causa de algumas pedras como:

  • Incapacidade de aportes
  • Dívidas
  • Poucas opções de investimentos mais rentáveis
  • Ansiedade
  • Desânimo

Sendo assim, comece hoje a se preparar para uma longa jornada em direção à liberdade financeira e não negligencie as ações básicas a seguir:

  1. Faça e controle o orçamento doméstico.
  2. Construa um colchão de segurança em aplicações líquidas.
  3. Inicie por investimentos básicos e que você entenda.
  4. Se a jornada for juntamente com a família o planejamento deve ser compartilhado, assim serão minimizadas as cobranças e você não será taxado de pão duro.

Renda passiva e renda ativa: vantagens e desvantagens

Como são obtidas de forma diferente então, tanto a renda passiva quanto a renda ativa têm vantagens e desvantagens.

Renda ativa:

  • Propicia maior segurança financeira.
  • Apresenta menor possibilidade de obter rendimentos maiores;
  • Não oferece tempo para realizar outras atividades.

Renda passiva:

  • Oferece menor exigência quanto à quantidade de trabalho necessária para gerar renda;
  • Oferece maior tempo disponível para outras atividades;
  • Possibilita ganhos contínuos sem a necessidade de refazer o trabalho.
  • Oferece menor segurança inicial de renda.

Enfim, quem procura a liberdade financeira terá que conviver com as duas formas por um bom tempo:

  • Aproveitar a segurança que a renda ativa proporciona e assim construir patrimônio que gere renda passiva.
  • Ampliar a renda passiva de maneira que esta financie por um bom tempo uma vida com qualidade.

Enfim a sua meta é conseguir renda passiva para “comprar” de volta para si cada hora de trabalho que hoje você vende por necessidade.

Considerações finais

Durante a caminhada rumo à independência financeira a renda passiva e renda ativa andam juntas, lado a lado e portanto, ambas têm indiscutivelmente a sua importância.

Temos que ser capazes de “criar” algumas fontes de renda passiva para que não fiquemos presos a apenas uma única fonte, e sendo assim, aqui também vale a máxima: diversificar para minimizar riscos.

É fundamental que ao longo dos anos a renda ativa seja superada pela renda passiva e que esta seja então, capaz de manter o padrão de vida que consideremos adequado.

Em hipótese alguma poderemos ser medíocres em nossas ações, tanto nos investimentos quanto na vida corporativa. Portanto, isto implica em estudos contínuos,  buscar funções mais altas no trabalho.

Amigo leitor, eu fico grato se puder deixar um comentário manifestando sua opinião sobre o assunto.

Se possível, compartilhe este artigo em suas redes sociais para que mais pessoas possam ter acesso a um espaço livre para expor suas opiniões a respeito da caminhada rumo à liberdade financeira e a uma vida bem equilibrada.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Criado por WP RGPD Pro

10 videoaulas com o passo a passo para você montar a sua loja on-line modelo dropshipping do jeito certo.

Coloque o seu nome e e-mail e acesse grátis o curso Dropshipping Para Leigos.

Monte o seu negócio e conquiste a sua liberdade financeira.

Os seus dados estão protegidos